Assuntos Gerais

Vale quer fugir do pagamento de R$54 bilhões em indenizações por Brumadinho

• Bookmarks: 8


Falta de transparência nas negociações e proposta da Vale de indenização bem abaixo do valor estabelecido foram os assuntos principais do encontro entre o Deputado Rogério Correia e os Procuradores do Ministério Público Federal de Minas Gerais.

Rogério Correia, relator da Comissão Externa da Câmara, é o deputado que acompanha as negociações entre a Vale e o governo mineiro. Ele participou de uma reunião na última sexta-feira (27) com procuradores do MPF de Minas Gerais. A pauta da reunião foi o rumo da negociação do pagamento de indenização às vítimas da tragédia de Brumadinho.

“O governo de Minas apresentou uma conta de R$ 26 bilhões que seria o ressarcimento material para recuperação do rio, e também para aquilo que o governo gastou a mais; e o MP avaliou um ressarcimento moral e para as pessoas atingidas de maneira geral de R$ 28 bilhões. O total seria de R$ 54 bilhões. Este valor foi apresentado à Vale e transformado em ação judicial”, disse o relator da comissão.

A Vale apresentou uma contraproposta de R$ 16 bilhões. Para um caso como o de Brumadinho, onde a Comissão Parlamentar de Inquérito que trata do caso diz que o ocorrido foi um crime e não um acidente, a proposição de um valor bem abaixo do estabelecido acende uma luz de atenção.

Não há transparência nas negociações entre o Governo Estadual e a Vale, inclusive com a falta de acesso à minuta de acordo, fato esse que preocupa os parlamentares. Para que um assunto de interesse público como este seja tratado às claras, a quebra de sigilo e confidencialidade do acordo foi solicitada.


8 recomendado
bookmark icon