Colunistas

Luciana Souza: Cristãos! Reajam ou pode ser nosso fim

• Bookmarks: 8


A maldade de homens subjugando e oprimindo o povo é coisa muito antiga. Porém, em toda a história, temos exemplos de como Deus cuidou do seu povo. Exemplos de como Ele proveu livramento para aqueles que O buscaram. A Bíblia descreve uma época em que a maldade na terra era espalhada pelos nefilins, homens muito grandes, fortes e extremamente violentos. Conta também que eles causavam terror na população. ”A maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” (Gênesis 6:5). Deus precisou intervir e o grande dilúvio foi anunciado. Este aconteceria para destruir o mau sobre a terra.

Contudo, Deus proveu uma maneira de salvar as pessoas de bem, que foi arca de Noé. Entretanto, para se salvarem, deveriam mover os seus pés em direção da arca. Deveriam embarcar por conta própria. A Bíblia mostra muitos exemplos assim. Que Ele intercede pelo seu povo. Mas que a decisão de embarcar, ou não, é nossa!

O que nos ensina a história da Arca de Noé?

Que Deus provê a saída, mas nós temos que buscá-la. Esta analogia se aplica a salvação das nossas almas, certamente. Crer em Deus e buscar a salvação requer atitudes. Para salvar as nossas almas, precisamos nos mover em direção ao nosso senhor Jesus.

Podemos também tirar proveito destes saberes para a nossa vida terrena? Podemos fazer algum paralelo sobre a arca de Noé, com a situação do mundo secular? Sim. O mau é crescente sobre a terra e o povo cristão é atacado dia e noite! São ataques físicos e morais. O portal Vatican News noticiou que em 2019 mais de 245 milhões de cristãos foram vítimas de graves perseguições em seus países. Por motivos ligados à fé foram mortas 4.305 pessoas e 3.150 foram presas, condenadas e detidas sem processo. Também foram atacadas 1.847 igrejas e edifícios cristãos. A Coreia do Norte é o pais que mais persegue cristãos o mundo. O país mantém presos, em campos de trabalho forçado, cerca de 70 mil cristãos.

Outros sociedades que perseguem os cristãos são as islâmicas africanas. São lugares arriscados para ser cristão: Afeganistão, Somália, Líbia, Paquistão, Sudão, Eritreia, Iêmen, Irã, Índia e Síria. São onze países, segundo a organização Portas Abertas, onde há extrema perseguição de cristãos e de outras minorias”. A China também persegue cristãos e interfere dentro da igreja e das casas, prendendo cristãos em campos de “reeducação”, que visam destituí-los dos seus princípios e obrigá-los a adotarem os valores do partido comunista chinês.

Relatos de perseguição e morte de cristãos por comunistas e terroristas islâmicos existem em todo o mundo. Porém, há ainda um outro ataque direcionado a nós, realizado por organizações e indivíduos defensores de um governo global. Estas instituições, criadas e mantidas por famílias dinásticas bilionárias, agem de maneira silenciosa. Militam para impor um governo mundial, que dite regras iguais para todos os países, ferindo as soberanias nacionais e interferindo nas democracias locais. Estes três grupos, são adversários pela disputa de poder, mas são parceiros para nos destruir, como indivíduos, como famílias e, principalmente como cristãos. Manipulam políticos e juristas que agem criando leis para nos proibir de usar nossa liberdade para expressar nossa fé ou opinião. Estas três forças trabalham unidas para transformar nossa conduta e nossa crença em crime!

Nos acusam de praticar discurso de ódio quando fazemos a defesa dos princípios morais! Eles querem nos proibir de ensinar o que é certo e errado para os nossos filhos! Estão dentro dos parlamentos, do judiciário, das escolas, nas redações de jornais em todo mundo.

Saiba, a barreira que impede que o caos se instale totalmente no mundo somos nós, os cristãos. E por isso, eles se unem para nos calar e nos destruir. Se continuarmos letárgicos, seremos escravizados e destruídos. Já não podemos mais ficar inertes diante dos ataques que sofremos!

Cristãos, reajam! Precisamos defender nossos valores, nossa fé e salvação.

Ser pacífico não é o mesmo que ser passivo. Sermos passivos pode significar nossa destruição. Jesus quando andou na terra, foi homem pacífico. Mas não se acovardou ao ver o templo ser profanado por mercadores. Indignado com o que via, reagiu violentamente! sermos pacíficos não nos impede de reagirmos! Como faremos isso? Nos preparando e ocupando espaços em todas as esferas da sociedade. Escolas, universidades, tribunais, associações, ONGs, etc. Isto significa também se candidatar em eleições municipais, estaduais e federais. Nos preparemos para isso, estudando e se fortalecendo com alimento espiritual e intelectual para ocupar os cargos no futuro. Aqueles que não concorrerão nestas eleições têm o dever moral de apoiar os conservadores que estão se candidatando agora em 2020! Tudo isso é vital para impedir que as agendas de destruição da civilização ocidental sejam implementadas! Busquem, nas suas cidades, os candidatos cristãos. Procurem o seu histórico de vida, as causas em que estes indivíduos estiveram engajados em suas vidas. Não se deixem enganar por caroneiros do movimento conservador. Uma vida de militância por drogas, um abortista, um comunista não se transformam em conservadores, simplesmente, vestindo uma camisa verde e amarela. Desconfie sim. Há centenas de vigaristas distribuindo santinhos fazendo arminha com as mãos. Descubra se são contra o aborto, legalização das drogas, a favor do armamento civil, contra o fechamento do comércio, das escolas e das Igrejas. Um conservador de verdade respeita as liberdades individuais respeita o direito natural. Não aceita a intromissão do estado dentro das nossas casas. Feito isso, descarte os farsantes. Pois bem. Achem os candidatos que vão defender as mesmas pautas que vocês. Façam campanhas e elejam estas pessoas e os acompanhem em todo o mandato.

Deus repetidamente providenciou saídas. Temos exemplos nas Escrituras de como Deus preparou os escolhidos para guiar o seu povo. Terá Ele nos abandonado? Certamente que não. Portanto, nos ajoelhemos diante Dele e peçamos sabedoria e coragem. Não se abstenham. Pois quando estivermos diante do Nosso Senhor, Ele vai nos perguntar o que estávamos fazendo enquanto o cristianismo era atacado. O que estávamos fazendo enquanto o o diabo atacava a Sua Igreja e Seus filhos. Responderemos ao Senhor que estávamos sendo pacíficos e corajosos ou passivos? Haveremos de prestar contas a Deus. Que Ele não se entristeça por termos sido covardes. Se haveremos de morrer, que seja de pé com a espada em punho, defendendo a verdade.

Deus vult!

Nota: Esse texto foi escrito um dia antes do ataque às igrejas no Chile.

8 recomendado
bookmark icon

One thought on “Luciana Souza: Cristãos! Reajam ou pode ser nosso fim

    Desculpe, os comentários estão fechados.