Colunistas

Ivan Kleber: Tirem as mãos do Natal

• Bookmarks: 13


A data mais importante para os cristãos está chegando e, com ela, a ousadia de alguns governantes de “negociar” um dia tão importante em troca de algum capital político.

Outros veem uma oportunidade de reconciliação com à população. A ideia em si é ultrajante, mas os fatos indicam que é disso que se trata. Vou começar pelo meu quintal inglês.

Boris Johnson (primeiro ministro britânico) anunciou ao público que o “lockdown” termina dia 2 de Dezembro e garantiu que não teremos outras medidas tão restritivas, a verdade é que 72 MPs (membros do parlamento) conservadores deixaram bem claro para ele: ou as medidas autoritárias no combate ao vírus diminuem ou seu governo corre o risco de não chegar a Páscoa do ano que vem.

Nas ruas, o que se viu, foi um total desrespeito pelo “lockdown” na mais calma e organizada desobediência civil que se tem notícia nos últimos anos.

Sim, foi literalmente um “lockdown” para inglês ver.

Boris então prepara agora um plano a ser apresentado à nação na semana que vem, que permita as pessoas terem um natal “normal.”

Caro primeiro ministro, sinto lhe informar, mas esse plano já existe há mais de 2000 mil anos, é bem simples e de forma orgânica sempre funcionou. Qual é o plano? Deixe o Natal nas mãos das famílias e que elas se reúnam em quantas pessoas quiserem, onde quiserem e quando quiserem. Mesmo quando Londres foi bombardeada dia e noite pelos nazistas na segunda guerra mundial ninguém ousou a “planificar” o Natal. Aliás, Sir Winston Churchill fez questão que os natais durante a guerra fossem celebrados.

Outros governantes europeus também ensaiam a caridade de “deixar” as pessoas passarem o natal em Família, Angela Merkel (Alemanha) Emmanuel Mácron (França) e Giuseppe Conte (Itália) fazem parte da lista.

A verdade por trás dos planos de natal, está no ataque a um dos pilares mais fortes da base ocidental, a família.

Controlar quantas pessoas você poderá ver na data tão especial e dependendo da idade ou local de moradia, querem controlar quem você poderá ver.

O vírus chinês oficialmente virou munição para aqueles que veem na família tradicional um empecilho para o avanço da agenda globalista e revolucionária.

Desde o início da pandemia ficou claro que um dos objetivos destes oportunistas sorianos (De George Soros mesmo) era minar a família cristã ocidental.

Netos estão sob alerta mundo a fora: não visitem seus avós ou você pode matá-los, dentre tantas outras ameaças que são espalhadas com base na tão proclamada ciência.

Quer algo mais cruel que impedir um neto de visitar o avô no natal? 

Em conclusão, não tenho receio algum em dizer que no próximo 25 de Dezembro visitar a sua família é um ato de defesa da mesma.

A família ocidental, que nunca esteve tão ameaçada nos últimos 2000 anos. A mensagem é clara e forte. Visite sua família e viva o espírito natalino, com a bênção de nosso senhor Jesus.

13 recomendado
bookmark icon