Internacional

Com crise e aumento de impostos argentinos deixam o país

• Bookmarks: 14


Empresários assustados com tamanho da crise argentina e aumentos de impostos emigram por interessante plano uruguaio.

O Uruguai tem sido destino de argentinos impulsionados pelo agravamento da pobreza, o aumento de impostos e toda a situação completamente caótica em questões políticas e sanitárias de seu país natal.

Segundo Catalina Jack, que está há 3 meses no Uruguai com família e amigos que também se mudaram ou estão mudando, conta que não tem dúvidas de que as pessoas que saem são as mais produtivas e as mais qualificadas. Estas tem mais condições de sair e sofrem direta e imediatamente com o aumento de impostos e a crise, deixando o país, mas porque o Uruguai é o destino?

A chave da resposta é Luis Lacalle Pou, primeiro presidente do Uruguai que não é de esquerda em 15 anos, que anunciou planos para atrair imigrantes qualificados e investimentos para energizar o país com 3,5 milhões de habitantes, que teve resultados muito superiores à Argentina no combate ao vírus chinês. 

Carlos Enciso, embaixador do Uruguai, afirmou que 100 argentinos por semana tem se candidatado no Consulado de Buenos Aires para residência no Uruguai. Em consonância, Mercedes Marco Del Pont, responsável pela questão tributária da Argentina disse que quase metade dos 504 argentinos que estabeleceram residência fiscal no exterior em 2020 escolheram o Uruguai. 

Dados oficiais do Uruguai mostram que de Abril a Setembro deste ano 13 mil argentinos foram morar no país e indicam que depósitos de não residentes em instituições locais aumentaram em US$ 528 milhões desde a sinalização de que um Governo de esquerda assumiria a argentina.

A Argentina apresenta pessoas passando fome, colapso na saúde, inflação de 41%, controles cambiais cada vez mais rígidos, queda brusca do PIB e títulos cada vez mais inseguros e problemáticos. Este é mais um exemplo da realidade caótica em países governados pela esquerda.

14 recomendado
bookmark icon