Justiça

Acusado de racismo contra apresentadora da Globo é absolvido e vai processar emissora

• Bookmarks: 4

Casa de Kaique Batista foi alvo de uma operação em dezembro de 2015 que acabou virando um show de televisão incluindo filmagens do acusado sendo encaminhado à viatura policial.

Absolvido recentemente do suposto crime de racismo contra a apresentadora da Globo Maju Coutinho, abriu um processo contra a jornalista e a rede Globo em que pede R$ 800 mil reais de indenização por danos materiais e morais.

A casa de Batista foi alvo de uma operação policial em 2015, onde um promotor do Ministério Público de São Paulo e uma equipe da Rede Globo invadiram a residência.

Segundo a ação o promotor depois de interrogar a vítima por 6 horas entregou Kaique para a Rede Globo.

Kaique Batista não chegou a ser intimado oficialmente e não estava acompanhado de advogado. Seu nome foi veiculado no Jornal Nacional, com o rótulo de culpado sem sequer ter um processo legal, teve sua casa apedrejada, diante da situação tenso o autor do processo não pode permanecer na própria casa com sua família.

Batista perdeu o emprego e não conseguiu mais recolocação no mercado de trabalho. Mesmo assim, frisa o documento, após ampla investigação, não foram encontradas provas de envolvimento de Kaique nos ataques promovidos contra a Maju Coutinho.

A Rede Globo, o Ministério Público de São Paulo e a apresentadora ainda até o momento não se pronunciaram.

4 recomendado

Write a comment...

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *